Efeito de diferentes agentes químicos e plantas medicinais sobre os testículos de ratos Wistar em idade reprodutiva

Resumo: Recentemente têm-se observado perda da função testicular devido à redução da espermatogênese humana, sendo que este declínio pode estar associado a fatores ambientais, como exposição a agentes químicos, remédios alopáticos e elementos tóxicos da poluição ambiental. Por estar em constante produção de novas células, o sistema reprodutor é particularmente sensível a estes danos, o que faz da toxicologia reprodutiva uma área de grande interesse científico. Alguns estudos mostram claramente o efeito protetor de plantas medicinais contra o estresse oxidativo causado por diversas substâncias no sistema reprodutor masculino. O uso destas plantas na terapêutica é impulsionado pela promessa da produção de medicamentos com preços mais acessíveis e pela grande aceitação dos produtos naturais pela população. Dessa forma, tornam-se necessários estudos criteriosos sobre estas plantas, para que haja comprovação ou não de seus efeitos terapêuticos ou farmacológicos e dos possíveis efeitos colaterais e/ou tóxicos. Além disso, substâncias que podem ter efeito na espermatogênese devem ser investigadas para medir o seu impacto sobre a reprodução de humanos, animais domésticos e silvestres. Assim, propõe-se avaliar, através de análises morfométricas, estereológicas e ultraestruturais, os efeitos de diferentes agentes químicos e plantas medicinais nos testículos de ratos Wistar em idade reprodutiva.

Data de início: 2015-08-18
Prazo (meses): 48

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Juliana Castro Monteiro Pirovani
Pesquisador PAOLA ROCHA GONCALVES
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Rodovia BR 101 Norte, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus - ES | CEP 29932-900